Descobri que tenho neuroma de Morton. Vou ter que operar ? DS: Quando estes são dolorosos e causam desconforto em "queimação" ao uso de sapatos é porque são nódulos grandes e necessitam cirurgia, normalmente com anestesia local. Tenho um calo ou cravo no meio da planta do pé que já tirei várias vezes, mas sempre volta. O que faço ? DS: A hiperqueratose plantar muitas vezes está relacionado com proeminências ósseas ou sobrecarga mecânica óssea, sendo necessário cirurgia óssea para tratamento. Como tratar esporão de calcâneo ? DS: A grande maioria resolve com fisioterapia, alongamentos e disciplina no tratamento. O joanete volta depois da cirurgia ? DS: Não. Isso é coisa do passado. Com as técnicas cirúrgicas atuais, é possível estabilizar o desenvolvimento da deformidade, impedindo sua recidiva. Quanto tempo fico sem pisar após a cirurgia do joanete ? DS: Hoje em dia é possível pisar com os dois pés logo após a cirurgia, através de calçados especiais. Qual o tamanho do corte para a cirurgia de ruptura de ligamentos do tornozelo ? DS: Antigamente eram enormes (8cm). Hoje com o advento da artroscopia, se resumem a 3 pontos simples de 0,5cm cada um. Dr. Daniel Sadigursky responde Dúvidas mais comuns dos pacientes Perguntas frequentes Mestre em Medicina pela UFBA. Preceptor do Serviço de Ortopedia da UFBA - Universidade Federal da Bahia e Ortopedista e Traumatologista especialista em Tornozelo e Pé pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) - Escola Paulista de Medicina e pela New York University (NYU), que inclui estágio no Harkness Center com a equipe médica que atende a Broadway, New York City Ballet e o Cirque du Soleil, além de estagiar com a equipe médica do time de hoquei no gelo do New York Rangers. Dr. Daniel Sadigursky é uma referência em cirurgias ortopédicas na Bahia. Membro Titular da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia e Membro Titular da Sociedade Brasileira de Medicina e Cirurgia do Pé e Tornozelo, que mesmo com a vasta experiência prática, Dr. Daniel Sadigursky constantemente participa de congressos, seminários e cursos no Brasil e exterior para aprimorar seus conhecimentos. Realiza cirurgias para o tratamento de artrose, lesões dos tendões, instabilidade/ lesões ligamentares, fraturas, artrite reumatóide, pé diabético, pé plano, tumores, pé cavo, deformidades nos dedos, halux rigido, halux valgo, joanete, entre outras. FORMAÇÃO Graduado em 1999 pela Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública. Residência médica em Ortopedia e Traumatologia na Universidade Federal da Bahia - Hospital Universitário Professor Edgard Santos. Especialização em Cirurgia do Pé e Tornozelo na Universidade Federal de São Paulo ? Hospital São Paulo, no Grupo de Pé e Tornozelo, Serviço dirigido pelo Prof. Dr.Caio Nery. Fellow do Serviço de Pé e Tornozelo da New York University ? Hospital for Joint Diseases, em Nova York ? Estados Unidos. Fellow do Serviço de Pé e Tornozelo no Kantonsspital Liestal, na Basiléia - Suíça. Serviço dirigido pelo Prof. Dr. Beat Hintermann. Cirurgia e Artroscopia do Pé e Tornozelo Apresentação Dr. Daniel Sadigursky Casos especiais O Pé sustenta todo o corpo e por isso merece atenção e cuidados especiais. Algumas dores nos pés são faceis de serem diagnosticadas e tratadas, outras, oriundas de algum tipo de deformidade, acidentes ou vício ao pisar, precisam de cirurgia reparadora. Conheça os casos que mais afligem os pacientes. Com uma pequena incisão e introdução de uma micro-camera Dr. Daniel Sadigursky resolve muitos casos cirurgicos de problemas nos pés se forma eficiente e com pós-operatório menos traumático. Conheça os principais problemas de dores nos pés Metatarsalgia e Neuroma de Morton Problemas no Tendão de Aquiles Lesão Ligamentar do Tornozelo Esporão de Calcâneo Pé Diabético Joanete - Hallux Valgus Problemas comuns Ligue e agende seu horãrio Nome: Mensagem: E-mail: HOSPITAL DA BAHIA Av. Magalhães Neto, 1541. Bloco A - Sala 2006. Pituba. Tel.: (71) 2109-2206 / (71) 2109-2236. UORT Av. ACM, 3244. Edf. Thomé de Souza - Sala 616/617 Pituba. Tel.: (71) 3351-1917 / (71) 3351-8377. COF - Lauro de Freitas: Agende aqui Estrada do Cöco Km 1 Tel.: (71) 3206-4444 SOMED: Av. Manoel dias da Silva, 112. Pituba. Tel.: (71) 2202-8018. E-Mai.: danisad@svn.com.br Consultórios Formulário para mensagens enviar Problemas comuns Perguntas Frequentes Início Consultórios Membro Titular da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia Membro Titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia do Pé e Tornozelo Especialização pela Universidade Federal de São Paulo - UNIFESP Especialização pela New Yory University - Hospital for Joint Diseases Dr. Daniel Sadigursky CRM 14.181 TEOT 10.524 P Problemas no Tendão de Aquiles O tendão de Aquiles é o maior propulsor do movimento humano. Muitos corredores de rua e praticantes de atividades físicas de alto impacto são acometidos de tendinopatia no Aquiles. Quando o tratamento conservador com fisioterapia e uso de medicamentos anti-inflamatórios falha, indica-se a cirurgia no tendão. Além do desbridamento e "limpeza" do tendão, se faz a remoção da protuberância óssea conhecida como "Haglund" e eventual esporão presente. X Lesão Ligamentar do Tornozelo Lesões ligamentares do tornozelo, que geram dor crônica e instabilidade, limitando atividades físicas, são reparadas através da ARTROSCOPIA. Ao invés de realizar cortes grandes para reconstruir os ligamentos, com a artroscopia é possível recuperar a estabilidade e aliviar a dor crônica, fazendo o reparo interno, utilizando apenas três furos no tornozelo e auxílio da mini câmera de vídeo. X Esporão de Calcâneo É uma formação óssea que ocorre no calcâneo (osso da base do calcanhar). Ao longo dos anos pequenos fragmentos ósseos resultado do desgaste do corpo, aglomeram-se e formam uma espícula, também conhecida por "esporão" que causam fortes dores nos pés. A dor só ocorre quando é feito o apoio de carga ou pressão no local. Está relacionado também com obesidade e com o aumento súbito de atividades diárias. A cirurgia para retirada do esporão só é considerada em casos extremamente dolorosos que não melhoram com o tratamento conservador. Geralmente o problema é bem controlado com a fisioterapia associada ao uso de palmilhas e calcanheiras de silicone, afim de eliminar a pressão do corpo exercida naquele ponto. X Pé Diabético O pé diabético é uma série de alterações anatomopatológicas e neurológicas periféricas que ocorrem nos pés de pessoas acometidas pelo diabetes mellitus. Essas alterações constituem-se de neuropatia diabética, problemas circulatórios, infecção e menor circulação sanguínea no local. Essas lesões geralmente apresentam contaminação por bactérias, e como o diabetes provoca uma retardação na cicatrização, ocorre o risco do pé ser amputado. O pé diabético ocorre pela ação destrutiva do excesso de glicose no sangue. A nível vascular, causa endurecimento das paredes dos vasos, além de sua oclusão, o que faz a circulação diminuir, provocando isquemia e trombose. X Joanete - Hallux Valgus O joanete é a denominação popular de uma elevação (protuberância) que se forma no osso metatarsiano do primeiro dedo do pé. O conjunto formado pela protuberância, pela deformidade na lateral do dedão, pelo desvio rotacional (dedão roda e fica muito encostado ao segundo dedo) e pelo desvio angular em direção ao segundo dedo é conhecido como hallux valgus. Atualmente, é feita a CIRURGIA PERCUTÂNEA, para correção dos joanetes. Mínimas perfurações são realizadas e deformidades são corrigidas, com apenas dois ou três furos no pé, dispensando grandes cortes, permitindo pisar e andar em curto espaço de tempo. Antigamente se ficava 1 mês e meio sem pisar com o pé operado e hoje em dia já se pode sair andando do hospital. A dor pós operatória é mínima e a recuperação muito rápida. X Carregando...